Querido Papai Noel:

Depois que os homens inventaram o telescópio Hubble e a Estação Espacial, têm aumentado os boatos sobre um OVNI que cruza os céus
no mês de dezembro e que, muitos juram, tem a forma
de um trenó puxado por renas.
Segundo observações mais acuradas, parece até que este suposto trenó voador seria pilotado por um sujeito meio gordinho, de barbas brancas e vestido de vermelho. Assim, parece-me que existem boas chances da sua existência ser um fato e não apenas uma tradição de Natal.
Esta carta, por consequência, é uma aposta que pode não dar certo.
Rogo, entretanto, caso você seja real, que me perdoe pela pouca fé e não me negue o pedido que lhe faço a seguir. Gostaria de lhe pedir um presente para todos os brasileiros. E isso mesmo! Um presente nacional!
Gostaria que cada brasileiro, nesta noite de Natal que vai chegar, ficasse politicamente conscientizado. Assim, de repente, ao soar a meia-noite!
Se o pedido lhe parecer absurdo, peço que considere a razão que, a seguir, exponho: Ao brasileiro, vivemos dizendo, falta conscientização política.
Já disseram muitos figurões que não sabemos votar. Podemos saber apurar muito bem, mas não sabemos votar. Por tal motivo é que elegemos tantos políticos corruptos e governantes incapazes, o que obriga nosso povo, todo Natal, a ficar escrevendo cartas para você, Papai Noel, pedindo presentes complicados como emprego, educação, saúde, honestidade,
transparência, ética e outras coisas tão difíceis de achar.
Como você bem sabe, o povo brasileiro é gente boa, solidária, trabalhadora e confiante no futuro. Merece este presente para poder construir sua grande nação! Desta forma, se você puder atender meu pedido, tenho a certeza
de que, nos futuros Natais deste novo milênio, as cartinhas que irá
receber só falarão de bicicletas, patinetes, skates, bolas de futebol, micros, bonecas, DVD’s e outros presentes muito fáceis de conseguir na
sua oficina de Natal.
Desde já, deixo aqui o meu “muito obrigado!”
e fico esperando de dedos cruzados....