Ridículo adeus

Diz que esqueceu,
que o beijo não importou,
que fui apenas
um cobertor
num dia frio.

Nega nosso amor.
Repete que sou áspera
unha sem lixa,
inútil,
hot dog sem salsicha.

Você não me engana.
Ainda vejo sua língua,
umedecendo os lábios,
doida pra dizer que me ama.

Seus olhos?
Ainda procuram os meus.
São sábios,
discordam desse
seu ridículo adeus.

Rosa Pena