Rosas amarelas

O que cada pessoa que a gente encontra tem para nos dizer?
Muita coisa...só temos que prestar atenção.
Eu não entrei no supermercado particularmente interessada em comprar mantimentos. Eu não tinha fome.
A dor de perder meu marido de 37 anos ainda estava muito forte.
E este supermercado guardava doces recordações.
Rudy vinha frequentemente comigo e quase toda vez ele pretenderia
procurar algo especial. Eu até já sabia o que. Eu sempre o via caminhando pelo corredor com três rosas amarelas em suas mãos.
Rudy amava rosas amarelas.
Com um coração cheio de pesar, eu só queria comprar meus poucos artigos e partir, pois ir ao supermercado para fazer compras era muito diferente desde que Rudy tinha partido.
Fazer compras sem uma pessoa leva tempo, um pouco mais de tempo
do que em duas pessoas.
Ao escolher a carne, eu procurei um bife pequeno perfeito
e me lembrei de como Rudy gostava do seu bife.
De repente uma mulher veio ao meu lado.
Ela era loira, esbelta e adorável em um conjunto verde claro.
Eu a observei quando ela apanhou um pacote grande de bifes T-bone,
os colocou na cestinha, e então, hesitante, os repôs na gôndola.
Ela virou para ir embora e uma vez mais olhou para o pacote de bifes.
Ela me viu observando e sorriu.
"Meu marido ama T-bones, mas honestamente, a estes preços, não sei não".
Eu engoli a emoção e encarei seus olhos azuis pálidos.
"Meu marido faleceu oito dias atrás" eu lhe disse, e enquanto olhava
o pacote nas mãos dela, eu lutei para controlar o tremor em minha voz.
"Compre os bifes para ele e aprecie cada momento que estiverem juntos".
Ela moveu sua cabeça e eu vi a emoção nos seus olhos enquanto ela colocava o pacote em sua cesta.
Eu me virei e empurrei meu carrinho pela loja até os produtos de leiteria.
Lá estava eu tentando decidir qual a quantidade de leite eu deveria comprar.
Um quarto de litro, eu decidi e passei à de sorvete perto da entrada da loja.
Eu coloquei o sorvete em meu carrinho e olhei para o corredor em frente.
Eu vi a roupa verde primeiro e então reconheci a bonita
senhora que vinha em minha direção. Nos braços dela havia um pacote.
Em seu rosto havia o sorriso mais luminoso que eu jamais tinha visto.
Eu juraria que um halo suave cercou seu cabelo loiro enquanto ela
continuava caminhando em minha direção, os olhos dela fixos nos meus.
Quando ela chegou mais perto, eu vi o que ela segurava e lágrimas começaram a nublar meus olhos.
"Elas são para você" ela disse e colocou três rosas amarelas longas
e bonitas em meus braços.
"Quando você passar pelo caixa, eles saberão que elas já estão pagas".
Ela se inclinou, deu um beijo gentil em meu rosto e sorriu novamente.
Eu quis lhe contar o que ela tinha feito, o que as rosas significavam, mas ainda impossibilitada de falar, eu assisti enquanto ela ia embora enquanto
as lágrimas nublavam a minha visão. Eu olhei para as rosas bonitas aconchegadas em embrulho verde e achei que isso era quase irreal.
Como ela soube?
De repente, a resposta parecia tão clara. Eu não estava só.
"Oh, Rudy, você não me esqueceu, não é?"
Eu sussurrei, com lágrimas nos olhos.
Ele ainda estava comigo e ela era o anjo dele...
Todos os dias, seja grato pelo que você tem, por quem você é
e pelo amor que está, ou não, ao seu lado...