Saudade

A noite amanhece, o dia anoitece
Eu, sozinho a entoar em cântico minha prece
suplico por sua presença, mas nada acontece
parece que o destino se esquece...

Ele nos uniu, nos ensinou o que é o amor
Agora nos mostra seu oposto: a dor
cada segundo sem você é uma eternidade
no firmamento do céu em neon uma palavra: saudade

Você me mostrou um mundo inédito, incrível
onde você é tudo e eu sou invencível
sei que ao seu lado tudo posso
não há limites, o universo é nosso

Não consigo pensar em mais nada
a não ser você, minha amada
em estar ao seu lado, te tocar...
beber o néctar da sua boca, te amar...

Você é a personificação do amor no meu destino
onde na floresta da eternidade sou seu menino
o que nasceu para a vida quando te conheceu
despedindo-se do adulto que sem você nada viveu...

A chuva cai, o mundo chora em lamento
os pássaros calados parecem entender meu sofrimento
o sol, herói solitário, parece muito distante
acima das nuvens, ele luta como um gigante

Tentando rompê-las pelo menos por um instante
um raio tênue parece iluminar a janela
traz no seu esplendor uma esperança
talvez junto com ele venha... ela

Os pingos fogem do seu calor numa louca dança
eu, feliz como uma inocente criança
quero ter de você mais que uma lembrança
quero tudo e um pouco mais...
venha logo, atraque no meu cais
e dele não parta jamais...

Leonardo Andrade