Sem ti

Como folha levada pelo vento
Sem destino, fui voando
Como a onda que no mar se estende
Fui navegando
Sem saber para onde ir, sem ti.
Enfrentei a vida
Recordando o passado
Vivendo o presente
Sem rumo, e sem ti
Percorri vales e montes
Matei a sede nas fontes
Mas não te encontrei
Continuas a ser a nostalgia do sonho
Tudo isto para estar junto de ti.
Porque algo teu em mim ficou.

David Lopes