Ser mãe

É sempre estar cansada de nunca ficar parada,
de ter sempre o que fazer.
É engolir tudo quase inteiro, não demorar
no banheiro e se aprontar sem se ver.
É acordar de madrugada, é não dormir
quase nada, se um filho adoecer.
É interromper a novela, quando está no
melhor dela, para o filho atender.
É inventar pratos 'mil' se um filho,
com fastio, inventar de não comer.
É estudar outra vez todo o curso que já fez,
para o filho aprender.
Outra vez brincar de 'roda' e estar por dentro
da moda quando a filhinha crescer.
É ouvir músicas chatas e esquecer das
serenatas que só lhe davam prazer.
É curtir uma 'quadrilha' quando então é
sua filha quem vai dançar pra valer.
Ser mãe é virar uma semente para viver novamente quando o filho nascer.