Simplicidade

Aquele que é virtuoso e correto não precisa
ser pomposo e ostentador.
Simplicidade é o sinal
da beleza interior - a beleza do espírito.
Seria um erro identificar simplicidade com
pobreza ou lugar comum.
Aquele que é simples é natural e honesto.
Ele não tenta esconder o que é desperdício ou feio
porque em sua pureza esses traços inexistem.
Há realeza nas maneiras e graciosidade no
comportamento, mas isto não rouba sua originalidade
nem o compele à artificialidade.

Brahma Kumaris