Só as flores

Assim que você se vai,
dentro de mim, soa um alerta
e a saudade já aperta.
Não posso mais ficar longe de você
pois, se fico, só faço sofrer.
Em mim já o tenho enraizado
e você nunca mais será arrancado.
Entre nós só permito que possam existir
flores, mas sem espinhos que possam nos ferir.
No mais tudo é proibido,
nada que vá nos machucar é permitido.
Um minuto ou dez horas,
um entardecer ou uma aurora
é tempo demais pra ficar sem você,
mas isso só as flores podem entender.

Silvana Duboc