Só um homem...

É capaz de dizer: como você está linda !, justamente quando você precisava ouvir uma coisa assim para ficar feliz.
Pode levar mais de uma hora para reparar que você mudou completamente o corte de cabelo.
Não entende porque você leva tanto tempo para se vestir.
Fica fascinado pelo seu corpo apenas pelo fato de ser diferente do dele.
Acha que a tábua da privada abaixa sozinha.
Sai na chuva, no meio da noite, só para ir buscar cerveja
para sua festa de aniversário.
Espera que você lembre do aniversário da mãe dele.
Entende seu problema com as baratas e aceita o cargo
de matador oficial dos insetos asquerosos.
Nunca se sente culpado quando come sobremesa.
Diz, sinceramente, que você fica linda sem maquiagem.
Põe a culpa em você sempre que some alguma coisa em casa.
Tem o altruísmo de deixar o telefone só para você.
Nunca repara na pasta de dente que usa.
Adora descrever em detalhes
o funcionamento de aparelhos eletrônicos.
Nunca sente a menor vontade de falar sobre a relação.
Não tem curiosidade de olhar a agenda que você
esqueceu no carro dele.
Traz de dote o trenzinho elétrico, o autorama,
e o forte apache que ganhou quando era criança.
Topa briga com seu mecânico por você.
Pode ficar duas horas conversando com um amigo.
Compreende sua necessidade de ocupar a maior parte do armário.
Assiste aos vídeos do jogo de futebol entre o Tupi, de Aracaju
e o Quinze, de Terezina, mesmo sabendo que tem que
acordar cedo no dia seguinte.
Senta com a maior tranquilidade na cadeira do barbeiro e diz: - Corta!