Tarde chuvosa

Limpei seus rastros
joguei fora seus restos
na pia lavei o seu prato
o seu copo e os seus talheres.

A xícara onde você tomou café
já descansa dentro do armário.
Enfim, mudei o cenário.

Ajeitei as almofadas do sofá
de um jeito que você gostaria
de novamente nelas cochilar.

Agora a cozinha e a sala
não têm mais histórias pra contar
da tarde chuvosa que juntos vimos passar.

Caminhei então para o meu quarto
onde hoje você nem pisou
mas carreguei junto comigo,
da sua boca, o sabor.

Nos meus lábios reina agora
o gosto da sua partida
e me faz bem pensar
que ela não significou
uma derradeira despedida.


Silvana Duboc