Terremoto em Portugal

Depois dos problemas acontecidos na Ásia,
o governo de Portugal resolveu instalar um medidor
de abalos, que cobre todo o país.  
Então, foi enviado, pelo Centro Sísmico Nacional ao
quartel da polícia da cidade de Vilamoura, no norte
de Portugal, um telegrama, que dizia:
"Possível movimento sísmico na zona. Ponto.
Muito perigoso, superior Richter 7. Ponto.
Epicentro a 3 km do povoado. Ponto.
Tomem medidas. Ponto.
Informem resultados com urgência. Ponto."
Os dias se passaram, e só depois de mais de
uma semana é que foi recebido no Centro Sísmico
Nacional um telegrama que dizia:
" Aqui é do Quartel da Polícia de Vilamoura. Ponto.
Movimento sísmico totalmente desarticulado. Ponto.
O tal Ritchter tentou fugir, mas foi abatido a tiros. Ponto. Epicentro, Epifânio e três cupinchas detidos. Ponto. Não  respondemos antes, porque aqui houve
um terremoto do caralho. Ponto."