Tristes momentos

Como falar de beleza,
se agora o meu eu é só tristeza?
Como sorrir em poesia,
se na vida não vejo alegria?
Como versejar em suave melodia,
se ouço ecos de tristeza noite e dia?
Como descrever a beleza das flores,
se delas não sinto a essência
nem mais percebo as cores?
Nem mesmo consigo poetizar.
Falta-me inspiração,
falta-me emoção.
Rolam lágrimas em meu coração.
A melancolia toma conta de mim.
Mas juro!
Tudo isto vai ter fim.
As muralhas vou derrubar.
Com todas as forças vou lutar sim!
Meu sorriso vou reencontrar.
Vou buscar a alegria
que existia em meu olhar,
e novamente vou sonhar
poetizando o amor que ainda mora
neste coração que agora chora.

Marilda Conceição