Tudo na vida tem dois lados

Hoje não é dia de poesia
não é dia de sonho nem de nostalgia,
não é dia de curtir emoção.
Hoje é dia de solidão,
de total constatação.
Lá fora o vento sopra,
a chuva insistente cai
e dentro do peito
um sentimento se esvai.
Ele achou que poderia se sustentar
até que percebeu não aguentar
a falta de tantas coisas
que todo amor precisa pra sobreviver.
É que não basta apenas querer
é necessário ter...
ter ao alcance das mãos e do olhar.
É necessário participar,
acompanhar, presenciar,
ter acesso, saborear.
Uns entendem o amor apenas como um sentimento
que, por ser abstrato, não precisa ser tocado.
Outros o enxergam com tamanha realidade
que sabem que ele pode ser alcançado
e de alguma forma pode ser apalpado.
Por isso existe a noite e o dia,
a tristeza e a alegria,
a precipitação e a calma,
o corpo físico e a alma,
o verde e o amarelo,
o falso e o sincero.
Tudo na vida tem dois lados
mas, que eu saiba, o amor
só de um jeito pode ser conjugado,
vivido e alimentado.

Silvana Duboc