Tudo se apagará

Vá guardando minhas histórias, meus segredos,
enumere-os numa lista ou nos dedos.
Vá contando os dias devagar
para que eu possa, novamente, junto a você estar.
Vá colecionando cada momento que comigo
você quiser reprisar, viver, encenar,
vá esperando o que eu não aguento mais esperar.
Vá ordenando os pedaços, os traços
de tudo que estamos vivendo.
No papel vá anotando e na mente escrevendo
cada dúvida, cada receio
pois vou encontrar um meio,
de algum dia, em algum lugar,
ao seu lado de novo estar.
Só não vá, da sua lista riscando, ignorando, apagando
detalhes da minha vida que ainda não conversamos.
No final sei que tudo é passado,
que eles não serão importantes
pois cada um desses instantes
se apagará completamente
quando seu corpo for meu novamente,
quando seu coração sobre o meu repousar,
quando, dentro da minha alma, a sua se acomodar.

Silvana Duboc