Um ano diferente

O grande barato da vida é olhar para trás
e sentir orgulho da sua história.
O grande lance é viver cada momento como se
a receita da felicidade fosse o AQUI e AGORA!!
Claro que a vida prega peças.
O bolo sola, o pneu fura, chove demais...
Mas... tem graça viver sem rir de gargalhar,
pelo menos uma vez ao dia?
Tem sentido ficar irritado o dia todo
por causa de uma discussão ?
2011 foi um ano cheio... de coisas boas e realizações,
mas também de problemas e desilusões.
Normal.
Às vezes, se espera demais das pessoas.
A grana que não vem, o amigo que decepciona,
o amor que acaba...
2012 não vai ser diferente.
Muda o século, o milênio muda, mas o homem é cheio de imperfeições, a natureza tem sua personalidade que nem
sempre é a que a gente deseja, mas e aí?
O que eu desejo pra todos nós é sabedoria.
E que todos nós saibamos transformar tudo
em uma boa experiência.
Que consigamos perdoar o desconhecido mal educado.
Ele passou pela nossa vida.
Não pode ser responsável por um dia ruim.
Que consigamos entender o amigo que
não merece nossa melhor parte.
Se ele decepcionou, passa pra categoria 3, a dos amigos,
até a página 8, ou muda de classe, vira colega.
Além do mais, a gente, provavelmente,
também já decepcionou alguém.
O nosso desejo não se realizou?
Beleza, não estava na hora, não deveria ser
a melhor coisa para esse momento.
Me lembro sempre de uma frase: cuidado com seus desejos,
eles podem se tornar realidade...
Chorar de dor, de solidão, de tristeza, faz parte do
ser humano. Não adianta lutar contra isso.
Mas se a gente se entende e permite olhar o outro e
o mundo com generosidade, as coisas ficam diferentes.
2012 pode ser um ano especial, se nosso olhar for diferente...
se olharmos cada dia como uma nova oportunidade para tentar fazer, de maneira certa, o que, até agora, deu errado.
Feliz Ano Novo, você deseja apenas uma vez por ano...
Feliz Dia Novo, você poderá desejar 365 vezes no ano!
Não ficou melhor assim?