Um grande amor custa a morrer

Quando amanheceu
já era tarde pra mim.
Ao meu lado não vi seu rosto
e insisti, busquei seu corpo
perdido entre os lençóis.
Naquele momento só era eu
não existia mais nós.
Procurei seus rastros
ao menos uma lembrança
mas meus passos
perdidos na esperança
rondaram todo o quarto
depois a casa
e não acharam nada.
Estranha sua partida
se eu era na sua vida
sua água, sua comida.
Voltei pra cama.
Agora é aqui que vou ficar
entregue à dor
até deixar de lhe amar.
Se vão demorar dias, semanas,
meses ou anos
não tenho como saber
só tenho certeza
que um grande amor custa a morrer.


Silvana Duboc