Um tempo pra viver

Às vezes a gente precisa de um tempo,
um tempo pra pensar, pra entender,
pra meditar, pra esquecer.
Às vezes a gente precisa de um tempo pra viver
afastados de tudo que possa nos lembrar
que a vida tem que continuar.
Às vezes a gente precisa de um tempo pra se questionar,
se recuperar, se reencontrar.
Às vezes a gente precisa de um tempo
longe de qualquer movimento,
distante de qualquer pessoa,
tanto das más quanto das boas
para se dedicar a nossa reconstrução.
Às vezes a gente precisa de um tempo
pra cuidar do nosso coração.
Às vezes a gente precisa de um tempo pra se achar
e pra isso é preciso se afastar
porque qualquer som pode nos perturbar.
Às vezes a gente precisa usufruir
de um silêncio total e devastador
em nome do mais puro amor,
o amor que sentimos por nós.
É, às vezes precisamos ficar a sós,
como um feto que vai se desenvolver
à espera do dia de nascer.

Silvana Duboc