Vida espiritual

Entenda que a vida é passageira.
Surpreendente ou rotineira,
leve ou pesada,
dela não se leva quase nada.
Não levaremos os bens que acumulamos,
os dólares que juntamos,
os cargos que ocupamos,
os desafetos que alimentamos.
Não levaremos nem o corpo
que idolatramos ou do qual nos envergonhamos.
Da vida não levaremos objetos pessoais,
presentes, bilhetes especiais.
Depois que por aqui tudo acabar
só o nosso espírito vai continuar.
Na lembrança ele vai carregar
tudo que em vida nos foi importante,
cada minuto, cada instante
que fizemos valer a pena
e aqueles em que nossa alma foi pequena,
que remoeu ressentimentos e dores,
que alimentou rancores.
A vida pode parecer um emaranhado
mas ela tem um outro lado
onde nos encontraremos,
e juntos ficaremos,
onde estarão as pessoas que amamos
e as que magoamos.
Por mais que seja difícil acreditar
nós vamos embora
mas um dia vamos voltar.
Tudo novamente vai começar
e traremos da vida anterior
toda alegria ou dissabor
que nela experimentamos.
Por isso é aqui nessa vida que precisamos
resolver nossas pendências,
cuidar das nossas falhas e insuficiências.
Para outras vidas não devemos arrastar
nada que possa comprometer
nosso futuro bem estar.
A vida terrena é passageira,
a espiritual é a eterna e verdadeira.
Cuide hoje da sua alma
com carinho e atenção,
perdoe, estenda a sua mão
e abra, em definitivo, o seu coração.
Pratique o exercício da superação,
facilite tudo que puder ser facilitado,
ame o próximo como gostaria de ser amado
e confie na sua capacidade de suportar
as dificuldades que a vida terrena lhe enviar.
O ser humano não foi criado para sofrer
por isso existe o livre arbítrio
que pode nos conceder
escolha, atitude e decisão.
Nossa vida está na palma da nossa mão.

Silvana Duboc