Você é nada

Tá pensando o quê?
Eu fingi igual você
pois, desde o início,
eu pude perceber
que você era uma farsa
cercada de comparsas.
Eu fiz de conta
que em você eu confiava
e você até pensava
que eu era uma abestalhada.
Que nada!
Deixei você se espalhar,
inocentemente, se revelar
crente que eu ia lhe acompanhar
na sua loucura e maldade,
na sua tremenda insanidade.
Você desconhece o que é amizade,
só sabe se aproximar
de quem, algo "interessante",
pode lhe proporcionar.
Proveitos você gosta de tirar
e informações faz questão de armazenar
pra na hora certa delas usar
pra ferir e machucar
pessoas que você finge gostar.
Você é igual um urubu em busca de carniça
pra alimentar as suas vísceras.
O que você não sabe é que já foi desmascarada
pois, há tempos vem sendo observada.
Você aprontou e no final não deu em nada,
continuou aí estagnada
levando essa sua vida patética e impregnada
de tanta coisa estragada.
Se cuida e deixa de ser safada
senão, a vida ainda vai lhe dar muita porrada
e vai ter muita gente, de você, dando risada.
Quem se acha a rainha da esperteza
um dia quebra a cara com certeza
e a sua já está bem rachada,
falta pouco pra ficar estraçalhada.
Toma vergonha e acaba com essa palhaçada
pois se você ainda não percebeu,
você é nada e já tá ferrada!
“Pode-se enganar todo mundo durante algum tempo,
certas pessoas durante todo o tempo,
mas não se pode enganar todo o mundo todo o tempo".

Silvana Duboc